tipos de iluminação

Conheça os principais tipos de iluminação para sua casa

A construção de uma casa confortável, que realmente se ajuste às demandas de seus moradores, deve ser feita com base em um projeto preciso, que leve em consideração os diversos fatores necessários para que a casa de fato seja agradável. Dentre esses fatores, podemos considerar os tipos de iluminação um dos mais importantes.

Isso ocorre porque o tipo de luz, e o modo como ela é usada, pode influenciar de modo drástico um ambiente, permitindo que ele se torne mais adequado para suas funções.

Leia o artigo e conheça os principais tipos de iluminação e descubra como implementá-los em sua residência!

Iluminação direta

Quando o projeto de um imóvel é feito, o arquiteto, responsável por ele, precisa levar em consideração que cada cômodo tem uma função específica. Portanto, o projeto precisa fornecer a cada ambiente da casa características que o tornem mais adequado para a realização das atividades que ele deve abrigar.

Muitas atividades, como a leitura, a costura e a escrita, exigem uma certa quantidade de luz, para que as pessoas possam enxergar sem sentir nenhum desconforto. Para ambientes como este, a iluminação direta é a mais indicada. Essa modalidade de iluminação visa concentrar a luz sobre um ponto específico, o que eleva consideravelmente sua claridade, o que permite que as pessoas enxerguem com maior facilidade.

Dentre os dispositivos de iluminação, recomendados para o uso da iluminação direta, podemos citar abajures e luminárias.

Iluminação indireta

Em uma residência, é natural que alguns cômodos tenham um aspecto mais aconchegante, o que faz deles um lugar mais confortável para se relaxar. Nesse caso, uma luz muito forte pode ter o efeito oposto, tornando o clima menos agradável. Por esse motivo, entre os tipos de iluminação, a indireta é a que se encaixa melhor para este tipo de ambiente.

Diferente da direta, a iluminação indireta não se foca em um ponto específico, mas procura fazer uso de superfícies brancas para se refletir e assim dissipar sua claridade no ambiente.

Essa iluminação pode ser criada por meio de lustres e lâmpadas. É necessário, porém, que a área onde será implementada conte com superfícies, como paredes brancas e teto de gesso, para refletir e distribuir a luz.

Iluminação difusa

De certo modo, podemos dizer que a iluminação difusa compartilha de algumas características da iluminação direta e da indireta. Isso porque esse modelo procura distribuir a luz no ambiente de um modo equilibrado, elevando sua claridade como um todo.

Para criar esse efeito, as lâmpadas costumam ser uma opção. É necessário, porém, que elas sejam distribuídas pelo cômodo de uma maneira que todas as áreas recebam níveis parecidos de iluminação.

A iluminação difusa costuma ser utilizada em ambientes em que as pessoas precisam interagir, como salas de estar ou de jantar.

Por fim, é válido ressaltar que escolher entre os três tipos de iluminação a mais indicada para cada cômodo de uma casa não é uma tarefa fácil. Afinal, uma série de fatores precisam ser considerados.

Por esse motivo, é interessante confiar essa tarefa a um arquiteto ou a um designer de interiores.

Agora que você conhece os principais tipos de iluminação, e sabe quais dispositivos eles utilizam para emanar claridade, que tal receber mais informações úteis? Assine nossa newsletter e não perca nenhum conteúdo relevante!

banner e-bookPowered by Rock Convert

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *